9.04.2011

Turning Tables - Post superação

Não é nenhuma utilidade pública. É, somente, um post de ânimo pras meninas que estão desmotivadas com o processo. Vou começar contanto a minha história, mas senta.

Desde os meus 8 anos de idade sonho em conhecer os Estados Unidos. Aos 15 anos, abri mão de um celular hiper moderno, por uma viagem pra Disney. Viagem essa que ficou somente nos meus sonhos, porque meu pai não pôde pagar. Aos 16 anos, concluí cinco anos de estudo de Inglês, e sempre sonhando com um intercâmbio. Fiquei um ano e meio sem falar inglês. Aos 18 ouví no Jornal Hoje uma reportagem sobre Intercâmbios, e uma das entrevistadas tinha sido Au Pair. Minha mãe falou: "Olha! Esse que é bom pra ti!". Menos de uma semana depois eu já estava indo na agência da EF (Cultural Care) da minha cidade. Muito empolgada, mas com medo de meus pais não poderem pagar. Foi quando em Setembro decidi começar o curso de Professores do curso de inglês onde me formei, para poder dar aula. Pouco tempo depois, comecei a fazer trabalho voluntário em duas ONGS não-governamentais pra ganhar as horas e a referência de experiência com crianças. No final de Novembro iniciei a auto-escola. Fiz o exame médico e passei. Um dia antes do exame psicotécnico, minha avó faleceu e eu não pude ir. Remarquei pra uma segunda tentativa, mas cheguei 5 minutos atrasada e não me deixaram entrar. Remarquei de novo pra uma data no final de Janeiro, e consegui fazer o tal do teste Psicotécnico.
No final de Janeiro, fui contratada pelo curso de inglês pra ser monitora pedagógica do Kids. Tudo parecia perfeito! Eu iria receber por isso, iria poder pagar meu intercâmbio, e de quebra ainda ganharia as horas de experiência que precisava. E não que não tenha sido perfeito, porque realmente valeu MUITO à pena o tanto que aprendi e ainda estou aprendendo lá. Foi quando no final de Fevereiro comecei a fazer as aulas de legislação na auto-escola. Reprovei três vezes no teste da auto-escola, e só quando passei na quarta, é que me liberaram pra fazer o exame no Detran. O grande problema foi o tempo. Eu trabalhava demais! A manhã inteira, e a tarde inteira, e não tinha tempo pra fazer o exame! Até que em Abril tivemos um déficit de professoras lá, e eu fui 'promovida' para sair da monitoria e ficar com três turmas. Iria trabalhar só nos dias das turmas, e receber mais do que um salário mínimo. Foi quando então tive tempo e dinheiro de ir ao Detran em Junho fazer a prova, e passei. No dia seguinte, o qual lembro-me bem a data (10/06), fui à auto-escola entregar os documentos e a LADV pra marcar as aulas práticas. Só tinha data disponível pra 11/07! Meu sonho era se eu pudesse fazer as aulas naquela época! Infelizmente não pude, pois sabia que iria trabalhar de manhã e à tarde no Curso de Férias. Então marquei as benditas aulas pra iniciar em 01 de Agosto. Paralelo à isso, recebi uma ligação da EF de São Paulo, mas estava dando aula e não podia atender. Poucos dias depois, retornei a ligação, e recebi a notícia de que a EF Belém estava fechando. Pensei: "Ferrou!". A moça queria que eu fosse pra Fortaleza continuar o meu processo pela agência de lá. Nem morta né? Pensa no gasto que eu ia ter viajando pra lá só pra fazer isso! Então decidi mudar de agência. A minha coordenadora do trabalho já tinha me dado o panfleto da agência do noivo dela, que eu já conhecia, porque ele já tinha trabalhado como coordenador e professor de lá também. Pouco tempo depois fui lá na agência e me apaixonei! Fui tão bem atendida, que já saí de lá feliz com os boletos das parcelas pra começar a pagar. Então tudo se acalmou mais. Fiz os testes de inglês, a entrevista e tudo mais que precisava ainda no mesmo mês de Junho.
Aí veio Julho, e a espera pelo término das férias parecia infindável, mas até que enfim chegou! Eu sei que vocês já estão cansados de ler, mas espera só pra ver o que vai me acontecer depois...
Comecei a fazer as aulas de direção, e minha prova foi marcada pro dia 25/08. Ótimo, me bateu um nervoso. A única coisa que faltava pra ferrar com tudo! Então eu fui chamada pra ir fazer a baliza. Comecei bem, mas na hora de entrar, o carro ficou distante demais da linha amarela e o cara mandou ajeitar. E os cinco minutos correndo, correndo... e acabou. Não consegui ajeitar. Pelo contrário, só piorei mais, estanquei o carro, meu pé tremia e eu não sabia mais nem o que era direita e esquerda, ré, primeira marcha... tava um nó louco na minha cabeça! Conclusão: Reprovei, só poderei remarcar a prova daqui a 15 dias, e só tenho mais dois meses pra concluir a CNH, pois o contrato com a auto-escola tá acabando.

E mesmo assim, eu continuo aqui tentando. Mesmo que eu reprove de novo, e tenha que começar a auto-escola desde o começo.

Nem sempre estou bem, mas o importante é que eu sigo em frente e não desisto. Meu objetivo é muito maior do que essas pedrinhas no meio do meu caminho. Afinal, se elas forem muitas, eu vou juntar pra construir o meu castelo em Hollywood :)


"All that I have is on the floor,
God only knows what we're fighting for" Turning Tables - Adele

Fiquem com Deus e não desistam!

5 Comments:

  1. Ai Dindy, sei bem o que é esse desanimo! Tb to assim.. nada acontece, nada muda! To osso...
    Mas to otimista de que vai dar tudo certo! Temos que acreditar que vai ser do jeito que sonhamos e planejamos. Força na peruca! E bola pra frente! O mais importante vc já tem: força de vontade!
    Conte comigo.. mesmo estando longe, se precisar é só gritar! kkkk =D
    Beeijo grande!

    ReplyDelete
  2. É isso mesmo Gabs! Super hard essa life... anyaways, here we go! Afinal, quem pensa que acaba depois do visto, nananinanão! Aí mesmo é que começa, e teremos que ter muuuuuuita paciência e fé de que vai dar certo.

    "No pares, no pares no. No pares nunca de soñar. No tengas miedo a volar. Vive tu vida"

    ReplyDelete
  3. Vai com tudo, Ingridy. Eu também tive problemas no meio do caminho... minha auto-escola também venceu o prazo e tive que pagar tuuuuuudo de novo. Doeu no bolso e na alma, mas o importante é não desisti. Há 2 anos tenho minha CNH e agora estou online esperando por famílias. Vamo que vamo!

    ReplyDelete
  4. Puxa, já sabia o q tinha acontecido + depois desse post conseguir ver a mesma história de outro ângulo, amei teu post. Velew, foi 1 injeção de ânimo!!!!

    ReplyDelete
  5. É isso, desistir jamais! =)

    ReplyDelete

Leu, Gostou? Opa, Não gostou? Então comenta aqui o que acha!!!